Skip to main content

 

 

Disciplinas

Disciplinas obrigatórias

  • Epistemologia do Pensamento Geográfico: Ciência, conhecimento e realidade. A empiria e a representação. A verdade científica e a verificabilidade do conhecimento. A geograficidade necessária do real. As categorias da representação geográfica. Os conceitos chaves da descrição e da explicação em Geografia.
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa em Ordenamento Territorial e Ambiental: Concepções teórico-metodológicas. Construção do objeto científico, definição dos objetivos, temporalidade e escalas de análise. Técnicas de levantamento de dados. Técnicas de tratamento de dados e imagens. Construção crítica de índices e indicadores. Elaboração e estruturação de projetos e relatórios.
  • Seminário de Mestrado: Projeto de dissertação, Definição do objeto e objetivos, Elaboração e estruturação. Dissertação de mestrado (características, estruturação). Apresentação do Seminário de Mestrado.
  • Seminário de Dissertação: Avaliação do andamento da Dissertação de Mestrado, por uma Comissão de Avaliação, composta pelo orientador e por 2(dois) docentes portadores do título de doutor.

Disciplinas eletivas

(linha de ordenamento territorial urbano-regional)

  • A Estruturação Espaço-Territorial das Sociedades: A sociedade e sua estrutura espaço-territorial. A técnica, o trabalho e as demais formas de mediação. As formas e práticas espaciais no tempo. A formação espacial moderna. Crise paradigmática, dinâmica e lógica da estruturação espaço-territorial neste final de século.
  • Cidade, Política e Cultura: A natureza política da cidade. Os diferentes conceitos de cidade. A gênese da cidade moderna. O projeto iluminista de cidade. A cidade no Estado-nação. Cultura e cidade no capitalismo. Cidades e civilização urbana. Metrópoles: política e cultura no mundo contemporâneo. As cidades na rede global: multiculturalismo e globalização.
  • Dinâmica Espacial do Desenvolvimento Brasileiro: Estado, desenvolvimento e espaço no Brasil. O "arquipélago": campos, cidades e produção industrial. O "continente" vazio: desenvolvimento e ocupação do território (1930-1954). Desenvolvimento e regionalização (1955-1970). Políticas territoriais nas décadas de 50 e 60 e as concepções sobre a organização territorial. A modernização acelerada enquanto mecanismo de integração econômica do país (1970-1985). O espaço brasileiro contemporâneo no contexto da integração competitiva.
  • Diversidade Territorial e Regionalização: Território, região e diferenciação de áreas na tradição geográfica. Os principais processos de diferenciação territorial: a divisão social do trabalho, A intervenção do Estado e dos setores "ilegais", a identificação cultural, a dinâmica diferenciada da natureza. Os métodos de regionalização e suas múltiplas escalas. Regionalização, fragmentação territorial e globalização.
  • Geografia Histórica: Origens do planejamento. O caso brasileiro. Política Ambiental no Brasil: níveis de competência, instrumentos e compatibilização com políticas setoriais. O planejamento participativo e a questão ambiental. O papel das ONGs no planejamento do meio ambiente.
  • Movimentos Sociais e Territorialidade: As lutas e os movimentos sociais. As diferentes formas dos movimentos sociais no espaço e no tempo. O território das ações como territorialidade dos conflitos. Os conflitos ambientais como movimentos sociais.
  • Ordenamento do Território e Políticas Públicas Sociais: Conceitos e práticas de ordenamento territorial. O público, o privado e o estatal na configuração do território. O papel do Estado e o da Sociedade Civil na formulação e execução de Políticas Públicas Sociais. A geografia das políticas sociais. A relação ordenamento territorial e políticas públicas. Gestão participativa e controle sócio-territorial de políticas públicas.
  • Ordenamento Interno das Cidades: Teorias sobre o ordenamento interno das cidades. Principais agentes da produção do espaço urbano: o Estado, o capital imobiliario, outras frações do capital e classes sociais. Divisões do espaço da cidade: a área central, bairros, subúrbios, favelas e periferias. A mobilidade residencial e a segregação sócio-espacial.
  • Questões Geográficas do Mundo Contemporâneo: (Des)ordem mundial e divisão internacional do trabalho: dinâmica recente e novos paradigmas de interpretação. meio técnico-científico informacional. Redes funcionais e simbólicas na configuração de uma nova geografia mundial. O papel dos blocos econômicos na reestruturação dos espaços econômicos. As manifestações étnico-religiosas e suas reivindicações político-territoriais. Os espaços da exclusão social. a complexa interrelação de elementos geográficos na configuração de uma nova (des)ordem mundial.
  • Teoria da Paisagem: O conceito de paisagem como tradição da Geografia Clássica. A Paisagem como experiência e representação espácio-temporal. As três faces da paisagem: Signo, Sistema e Matriz. A Paisagem como exercício de leitura do Território e do "Meio-Ambiente".
  • Tópicos Especiais em Ordenamento Territorial Urbano-Regional: Conceitos e temas de pesquisas instrumentais para a análise do ordenamento territorial ambiental. Novos enfoques, tendências e abordagens teórico-metodológicas aplicadas à pesquisa empírica.
  • Urbanização e Ordenamento Territorial: A cidade e o urbano. Distintas concepções epistemológicas e disciplinares de urbanização. O debate na teoria social crítica. Condicionantes da urbanização e do ordenamento territorial: o meio-técnico-científico e divisão social, técnica e territorial do trabalho, mobilidades do capital e do trabalho, esferas de (re)produção. Espaço, urbanização e história. Os lugares e as escalas da urbanização. Urbanização e ordenamento territorial.

Disciplinas eletivas

(linha de ordenamento territorial ambiental)

  • Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente: Espaços e limites ambientais para a industrialização da agricultura. A agricultura camponesa e a questão ambiental. Fundamentos da agricultura ecológica. A unidade cidade/campo e os movimentos ambientalistas.
  • Estudos Avançados em Geomorfologia Fluvial: Bacias hidrográficas: visão integradora, impactos e gestão. Dinâmica dos canais naturais: geometria e planimetria dos canais nas escalas de tempo e espaço, papel da carga sólida dos rios e as mudanças naturais e induzidas. Efeitos das obras de canalização e da construção de barragens. Drenagem urbana: conceitos e problemas. Renaturalização e recuperação de canais.
  • Geomorfologia e Gerenciamento Costeiro: A inter-relação entre a geomorfologia e o gerenciamento costeiro. Forçantes costeiros: marés ondas e variação do nível do mar. Sedimentologia como elemento básico para estudos da morfologia costeira. Tipologias geológico-geofísicas e geomorfológicas costeiras. Zona costeira: definição e limites. O litoral brasileiro: características fisiográficas e compartimentação. Erosão e progradação costeira. O sistema praia-duna e suas funções. Aporte fluvial: a conexão entre a bacia hidrográfica e a plataforma continental interna. Tendências de ocupação do litoral brasileiro. Estudo de casos – Recursos costeiros: usos e abusos. Planejamento e gerenciamento em nível local.
  • Geotecnologias Aplicadas ao Ordenamento Territorial: Geotecnologias: evolução e interdisciplinaridade. Georreferenciamento. Sistema de Posicionamento Global. Sensoriamento Remoto como forma de obtenção de dados ambientais. Natureza dos dados ambientais. Formatos e formas de armazenamento em Sistemas de Informação Geográfica. Aplicação de Modelos Numéricos do Terreno. Análise Espacial de dados ambientais.
  • Mapeamento de Unidades Ambientais em Bacias Hidrográficas para fins de planejamento e uso conservacionista: Levantamento geológico/ geomorfológico, solos e vegetação. Elaboração de esboços temáticos. Cruzamento das informações via SGI para fins da delimitação das unidades ambientais. Suscetibilidade das unidades cartografadas à degradação ambiental. Elaboração de relatório como suporte para a ação executora.
  • O Estudo da Dinâmica Ambiental no Ordenamento Territorial: A natureza e seu ordenamento territorial. O conhecimento da dinâmica ambiental e sua aplicação em projetos de planejamento. Geografia Física aplicada ao EIA-RIMA. Avaliação e análise da degradação ambiental e suas implicações sociais. A economia política do ambiente
  • Política e Planejamento do Meio Ambiente: Origens do planejamento. O caso brasileiro. Política Ambiental no Brasil: níveis de competência, instrumentos e compatibilização com políticas setoriais. O planejamento participativo e a questão ambiental. O papel das ONGs no planejamento do meio ambiente.
  • Poluição Atmosférica e Ordenamento Territorial Ambiental: Meteorologia e poluição do ar. A química e a poluição do ar troposférico. Transporte e dispersão de poluentes na atmosfera. Controle de emissões de poluentes. Gestão da qualidade do ar. Perfis da qualidade do ar urbano de cidades brasileiras e estrangeiras.
  • Tópicos Especiais em Ordenamento Territorial Ambiental: Conceitos e temas de pesquisas instrumentais para a análise do ordenamento territorial ambiental. Novos enfoques, tendências e abordagens teórico-metodológicas aplicadas à pesquisa empírica.
  • Unidades de Conservação e Ordenamento Territorial: Tradições e evolução das políticas territoriais de conservação de áreas naturais. Intenções e resultados da conservação no Brasil. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC. Os conflitos sociais e ambientais na criação de UCs no Brasil. Planejamento e organização territorial em UCs.
  • Unidades de Paisagem e Ordenamento Territorial: Características da paisagem: forma, estrutura, escala e hierarquia, função e processo; Paisagens e Geossistemas; Fragmentação, conectividades e corredores; Identificação e cartografia de Unidades de Paisagem; Aplicação das Unidades de Paisagem no Ordenamento Territorial.

Disciplinas optativas

As disciplinas eletivas de uma linha de pesquisa constituem-se em optativas para a outra. Além destas serão oferecidos Seminários Livres.

Seminário Livre: O Seminário-Livre será um trabalho orientado com um número reduzido de alunos, que consistirá em um programa de leituras, a serem oferecidas por diversos professores. Os estudos deverão subsidiar a dissertação e culminar com a apresentação dos resultados ao fim do semestre. A Ementa desta disciplina dependerá dos professores que a oferecerem, na medida em que estará articulada ao trabalho de pesquisa e dissertação.